Filiados e Delegados dos partidos: Portugal em Perspectiva Comparada

Título do Projeto
Filiados e Delegados dos partidos: Portugal em Perspectiva Comparada

Data de início e de término do Projeto
Janeiro de 2014  - 2020

Área Científica
Ciência Política

Investigador responsável
Paula do Espírito Santo (CAPP/ISCSP/ULisboa)


Equipa de investigação

Nome do Investigador
Filiação Institucional
Bruno Ferreira da Costa CAPP/ISCSP/ULisboa
Paula Espírito Santo CAPP/ISCSP/ULisboa
Marco Lisi FCSH


Instituições Parceiras:

País  Entidade Parceira
Portugal Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas - Preponente
Portugal Faculdade de Ciências Sociais e Humanas - Participante

 

Consultores

Nome do Consultor
Filiação Institucional
Emily van Haute Université Libre de Bruxelles
Paul Whiteley University of Essex



Resumo do Projeto

O projecto militantismo e activismo partidário tem como ponto de partida o estudo da relação entre o declínio da mobilização partidária e a importância da socialização política, como dimensões importantes para a compreensão de como a democracia funciona, e de como pode sobreviver. Especificamente, os principais objetivos deste projeto são os de identificar e estudar a importância da socialização política, a definição dos perfis, dos valores e das práticas de comunicação e dinamização partidária dos membros dos principais partidos portugueses, (o Centro Democrático / Partido Social Popular (CDS/PP), o Partido Social Democrata (PSD) e o Partido Socialista (PS). A metodologia consistiu na aplicação de inquerito aos filiados e congressistas partidários, validada em investigação, conduzida ao longo de vários anos, pelo projeto internacional MAPP. No leque de resultados esperados pretende-se uma contribuição original, num objecto escassamente analisado em Portugal, e cujo interesse é de relevo para as áreas da ciência política, sociologia e comunicação social. Este projecto procura como resultados esperados encontrar um quadro de caracterização dos membros dos partidos portugueses seleccionados, fundamentado sob o ponto de vista da socialização política e dos valores da cultura política Portugueses. Espera-se, subsidiaramente, com este estudo contribuir para aprofundar a contextualização de características prementes da cultura política ocidental, como o número de votantes e a falta de interesse na política e eleições, assim como a distância dos eleitores em relação aos centros de decisão política.

Últimas Entradas