Práticas de Gestão e Manifestações Culturais em Centros Hospitalares do Brasil e de Portugal

Título do Projeto:
Práticas de Gestão e Manifestações Culturais em Centros Hospitalares do Brasil e de Portugal

Data de início e de término
Agosto 2013 ao presente.

Investigador Responsável:
Eda Castro Lucas de Souza

Entidade Financiadora:
Coordenação de aperfeiçoamento de pessoal de nível superior – CAPES/Ministério da Educação / Brasil


Equipa de Investigação:

Nome do Investigador Filiação Institucional
Eda Castro Lucas de Souza Universidade de Brasília ISCSP/CAPP
João Bilhim CAPP/ISCSP
Fernanda Nogueira CAPP/ISCSP
Albino Lopes CAPP/ISCSP


Instituições Parceiras:

País  Entidade Parceira
Brasil Universidade de Brasília
Portugal Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas



Objetivos do Projecto:

As organizações de saúde abarcam distintas funções simultaneamente, fazendo com que a implementação de suas práticas organizacionais constituam-se em um desafio, principalmente pelas manifestações culturais dos diferentes níveis e categorias de profissionais e distintas especializações. Nesse complexo quadro e, considerando que são escassos os estudos relacionados a gestão de sistemas de saúde, especialmente por meio de categorias culturais, esta pesquisa tem por objetivo identificar as manifestações culturais de instituições hospitalares por meio das práticas organizacionais e a relação dessas com o desempenho organizacional. A pesquisa justifica-se face à relevância da discussão das manifestações culturais de organizações hospitalares e do papel de suas práticas de gestão para aprimorar o desempenho dos serviços de saúde prestados à população. Nessa linha, a pesquisa pode produzir novos conhecimentos e fornecer subsídios para a formulação ou reformulação de políticas e práticas de gestão das organizações estudadas.
O estudo parte do pressuposto de que práticas de gestão identificadas nas organizações são manifestações culturais, as quais serão mensurada pelas práticas da organização, a partir da percepção dos profissionais e as categorias de análise:senso de dever; relações hierárquicas; percepção do controle; definição de responsabilidades; sanções; qualidade da cooperação; regulação, todas voltadas para a gestão da organização.
Em Portugal a pesquisa realizar-se-á em Unidades de Saúde, pertencentes a cada uma das cinco Administrações Regionais de Saúde (ARS), pretendendo-se, com isso, representar todas as ARS do país. Assim, a população escolhida é a de hospitais de Vila Real, Cova da Beira, Coimbra, Lisboa, Alentejo e Algarve. Sendo em Lisboa pesquisados o Hospital Santa Maria e o Hospital Garcia da Horta.

Os dados serão coletados em quatro momentos:

Momento I - Pesquisa documental, com o objetivo de caracterizar a história da organização.

Momento II - Entrevistas com gestores das organizações hospitalares, com o fim de identificar as práticas de gestão.

Momento III - Aplicação de escala de medida EMC (questionário) construída e validada pela equipa da pesquisa, com a finalidade de identificar, por meio das práticas de gestão, as manifestações culturais da organização.

O tempo previsto para as respostas ao questionário será, aproximadamente de 15 minutos e as entrevistas transcorrerão em torno de 40minutos.
A pesquisa está sendo desenvolvida por intermédio de acordo de cooperação técnico-científica entre a Universidades de Brasília, PPGA, Brasil e a Universidade de Lisboa, Instituto Superior de Ciências Sociais e de Políticas - ISCSP, Portugal, fazendo parte de estudo de pós doutoramento da coordenadora da pesquisa (Professora Doutora Eda Castro Lucas de Souza), não implicando custos para as organizações estudadas.

Últimas Entradas