A inclusão social das pessoas com deficiência na Wilaya de Argel: Estado da questão.

Título do Projeto
A inclusão social das pessoas com deficiência na Wilaya de Argel: Estado da questão

Data de início e de término do Projeto
01-10-2013 até 15-12-2014

Investigador responsável
Paula Campos Pinto


Equipa de investigação

Nome do Investigador Filiação Institucional
Paula Campos Pinto CAPP/ISCSP/ULisboa
Fausto Amaro CAPP/ISCSP/ULisboa
Marcia Rioux York University
Albino Cunha ISCSP/ULisboa
Teresa Almeida e Silva CAPP/ISCSP/ULisboa
Teresa Pinto CAPP/ISCSP/ULisboa


Parceiros
Fédération Algérienne des Personnes Handicapées.
LEAD Maghreb/Handicap International.

Entidade Financiadora
Este projeto enquadra-se no programa LEAD Maghreb, promovido pela Handicap International, com financiamento da US-Middle East Partnership Initiative (MEPI).


Resumo do Projeto

A Argélia tem vindo a desenvolver um esforço no sentido da promoção e proteção dos direitos das pessoas com deficiência, marcado pela ratificação, em 2009, da Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência (CRDP). Todavia, a aplicação da Convenção permanece limitada, subsistindo a necessidade de realizar uma avaliação clara e rigorosa dos progressos alcançados ao nível da inclusão social de pessoas com deficiência.
Este projeto responde a essa necessidade, propondo a construção e aplicação de uma bateria de indicadores para avaliar a inclusão social das pessoas com deficiência na wilaya (divisão administrativa) de Argel, através da realização de:

  • Um inquérito quantitativo de caracterização da situação social das pessoas em situação de deficiência;
  • Entrevistas qualitativas sobre os obstáculos que estas pessoas enfrentam no seu quotidiano;
  • Um estudo sobre a complementaridade dos serviços de apoio a pessoas com deficiência, desenvolvido junto de representantes de organismos públicos e organizações não-governamentais.

Adotando as premissas metodológicas do projecto Disability Rights Promotion International (DRPI), este estudo de investigação-ação participada assumirá uma visão da deficiência assente no modelo dos direitos humanos, associado a uma componente de envolvimento e capacitação das pessoas com deficiência e das suas organizações ao longo de todo o processo de investigação.

Últimas Entradas