HEALTHDOX: O Paradoxo do futuro do Estado de Saúde

 

Data de início e de término
Fevereiro de 2015 até Agosto de 2018

Investigador Responsável
Prof. Ellen M. Immergut - Humboldt University Berlin

Fonte de Financiamento
NORFACE (Welfare State Futures Programme)


Equipa de Investigação

Nome do Investigador Filiação Institucional
 Ellen Immergut Humboldt University Berlin
 Mare Ainsaar University of Tartu
 Karen Anderson University of Southampton
 Maria Asensio Universidade de Lisboa
 Paula Blomqvist Uppsala University
 Camilla Devitt Trinity College Dublin
 Maria Oskarson University of Gothenburg

 

Investigadores Pós-Doutorandos: Diana Burlacu (Humboldt University Berlin), Tamara Popic (University of Lisbon), Ave Roots (Tartu University), Andra-Maria Roescu (Southampton University), Simone Schneider (Trinity College Dublin) and Björn Rönnerstrand (University of Gothenburg). 

Resumo do Projeto

Atravessando os cinco temas desta call de pesquisa, a HEALTHDOX pretende explorar as trajetórias futuras da política e as políticas europeias de saúde através de uma investigação sobre o impacto das reformas de saúde recentes sobre as desigualdades na saúde, despesas de saúde, e as atitudes do público em relação tanto ao sistema de saúde como o estado social.

No nível mais amplo, o projeto coloca a questão de saber se há um paradoxo de futuro do estado de saúde. Os processos de europeização e globalização podem estar a colocar o Serviço Nacional de Saúde e os sistemas de saúde sob crescente pressão para convergir com o modelo de seguro de saúde Continental. Mas o Serviço Nacional de Saúde pode ser o tipo de sistema de saúde mais adequado tanto para lidar com os crescentes custos de saúde associados com o envelhecimento da população, como para regenerar o apoio do público para o Estado de bem-estar entre as cada vez mais diversificadas populações.

Este projeto investiga alterações nas políticas de saúde desde 1990 até ao presente em toda a Europa, tanto em países da UE como fora da UE. O impacto dessas mudanças políticas serão analisados ​​por meio de dados quantitativos encontrados em ambas as fontes nacionais e internacionais. A nossa equipa é composta por investigadores qualitativos e quantitativos das áreas de Ciência Política e Sociologia, cuja experiência combinada inclui a política de saúde, demografia, migração, política comparada e europeia, e as política e sociologia do Estado-Providência. O projeto compreende uma análise comparativa e transnacional que nos permitirá fornecer insights sobre as desigualdades na saúde, o significado do Estado-Providência para os indivíduos e as futuras políticas do Estado social, bem como para fornecer aos decisores políticos de saúde um feedback importante das suas políticas.

Temas estudados no enquadramento do projeto HEALTHDOX: Tendências nas reformas dos sistemas de saúde; opinião pública sobre sistemas de segurança social e sobre outros temas relacionados com cuidados de saúde; desigualdades na saúde; migração e acesso a cuidados de saúde; europeização das políticas de saúde; stakeholders nas políticas de saúde; governação e eficiência em sistemas de saúde; corrupção.

Estudos de caso principais: Alemanha, Reino Unido, Irlanda, Holanda, Suécia, Portugal, Estónia, República Checa e Bulgária. Casos Sombra: Albânia, Áustria, Bélgica, Bósnia e Herzegovina, Croácia, Chipre, Dinamarca, Finlândia, Grécia, Hungria, França, Antiga República Jugoslava da Macedónia, Itália, Islândia, Kosovo, Latvia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Montenegro, Noruega, Polónia, Roménia, Sérvia, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Suíça, Turquia.

 

 


Últimas Entradas