Novas Configurações e Práticas Organizacionais

Título do Projeto:
Novas Configurações e Práticas Organizacionais

Data de início e de término
2014 a 2018

Investigador Responsável:
Prof. Rosária Ramos


Equipa de Investigação:

Nome do Investigador Filiação Institucional
Ana Maria Santos CAPP/ISCSP
Jaime Fonseca CAPP/ISCSP
Rosária Ramos
CAPP/ISCSP


Instituições Parceiras:

País Entidade Parceira
Portugal Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas

 

Resumo do Projecto:

A vida nas cidades pode ser profundamente alterada pelas configurações organizacionais e suas práticas. Este projecto, de natureza multidisciplinar, é composto por duas grandes vertentes. Uma das vertentes, incide sobre processos internos do funcionamento das organizações, e a outra sobre os processos transformacionais externos das organizações. A primeira vertente pode assumir perspectivas teóricas diversas, como a da Sociologia das Organizações, mas também da Sociologia do Trabalho. Nesta primeira vertente, incluem-se os estudos sobre socialização organizacional, desenvolvimento de carreiras, avaliação de desempenho e justiça organizacional.

A segunda vertente do projeto incide sobre o estudo dos processos de adaptação e transformação das organizações, sobretudo relacionando-os com as mudanças verificadas nos estilos de vida e de consumo. Esta segunda vertente do projeto assume particular interesse sobre os processos de internacionalização e inovação das PMEs e de mudança nas organizações de ensino superior, decorrentes das políticas públicas aplicáveis a estes setores nas últimas décadas.

Os objetivos são:

Na 1ª vertente do projecto:

a) Analisar o desenvolvimento de carreiras e de socialização organizacional, principalmente em PMEs;

b) Identificar empiricamente as dimensões da Justiça organizacional, bem como os fatores que mais contribuem para cada dimensão.

Na 2ª vertente do projecto:

c) Investigar e identificar os fatores que contribuem para os processos de internacionalização e inovação das PMEs;

d) Identificar empiricamente os novos desafios enfrentados pelas organizações do Ensino Superior e sugerir soluções;

e) Identificar empiricamente as novas dimensões do consumo e investigar possíveis relações entre elas e os estilos de vida dos consumidores e eventuais transformações organizacionais consequentes.

Últimas Entradas