O Perfil do Antropólogo em Portugal

Título do projecto 
O Perfil do Antropólogo em Portugal

Data de Início e de Término
Abril de 2015 a Junho de 2016

Investigador(a) Responsável
Prof. Doutora Marina pignatelli


Equipa de investigação

Nome do Investigador Filiação Institucional
Marina Pignatelli  CRIA/CAPP-ISCSP, ULisboa
Antónia Pedroso Lima  CRIA
Marta Rosales  ICS – FCSH, UNL
João Vasconcelos  ICS
Fernando Florêncio   U Coimbra
Filipe Reis  CRIA / ISCTE, UL
Paulo Raposo  CRIA / ISCTE, UL
Humberto Martins  UTAD
Manuela Ivone Cunha  CRIA / U Minho
Filomena Silvano  FCSH, UNL
Ana Luísa Micaelo  APA


Parceiros

País Instituição
Portugal Associação Portuguesa de Antropologia
Portugal Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas 
Portugal Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa – Instituto Universitário (ISCTE)
Portugal Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova de Lisboa (FCSH-UNL)
Portugal Universidade do Minho (UMinho)
Portugal Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD)
Portugal Universidade de Coimbra 
Portugal Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA)
Portugal Instituto de Ciências Sociais (ICS)

 

Consultores

Nome Filiação Institucional
Susana Matos Viegas ICS
José Manuel Cavaleiro Rodrigues ISCS



Resumo do Projecto:

A APA, em colaboração com outras entidades científicas e técnicas, centros de investigação e departamentos universitários, está a preparar a realização de um estudo sobre a situação dos antropólogos em Portugal, as suas atividades de investigação e percursos profissionais.

Além da constituição de uma base de referência sobre a antropologia que entre nós se pratica, este estudo visa também a colheita de dados que possam ser utilizados para a definição de perfis profissionais, servir de enquadramento e cruzamento com as avaliações realizadas pelo Ministério de Educação e pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, apoiar as reflexões e revisões dos currículos académicos e a criação de novos planos de estudo e formação em antropologia.

O estudo incluirá não só este inquérito dirigido a todos os membros da comunidade antropológica no país (licenciados, investigadores, docentes), mas ainda um levantamento sobre a investigação em antropologia, a presença da disciplina nas formações superiores, as instituições empregadoras e a situação dos cursos universitários em antropologia no presente. Os primeiros resultados deste trabalho espera-se que venham a ser já divulgados e discutidos no Congresso da APA de 2016.

Quem somos? Quais os nossos percursos académicos e profissionais? Como aplicamos e desenvolvemos os saberes e as técnicas em que nos formamos? Que áreas de investigação e de trabalho nos interessam ou nos acolhem? Com quem partilhamos e conjugamos as nossas atividades?

A falta de dados sistematizados e atualizados sobre a realidade dos antropólogos em Portugal tem dificultado esforços e iniciativas que se têm procurado desenvolver para uma melhor visibilidade e afirmação da antropologia. Colabore consigo próprio e apoie este estudo.

 

Os objetivos são:

  1. Levantamento de informação quantitativa sobre a caracterização da comunidade de antropólogos portuguesa;
  2. Recolha de dados qualitativa sobre a situação da antropologia nacional;
  3. Realização de um filme informativo de divulgação sobre a antropologia portuguesa.


Metodologia:

a) Planeamento; levantamento de base de dados (N), e desenvolvimento de instrumentos de recolha de dados.

b) Aplicação de inquérito por questionário simples (por email) aos antropólogos portugueses (graduados dos 3 ciclos, sejam portugueses a residir temporariamente no estrangeiro , sejam estrangeiros a residir não-temporariamente em Portugal)

- Base de dados da APA + contactos de diplomados em antropologia de cada     região/instituição

- Recurso de plataforma electrónica:  https://www.limesurvey.org/pt/

c) Realização de entrevistas semi-estruturadas a especialistas (por email ou pessoal, cara a cara)

d) Depoimentos livres, em profundidade para realização de vídeo

e) Recolha de dados sobre a história da antropologia nos diferentes estabelecimentos de ensino superior em Portugal e oferta educativa actual (planos de estudos de graduação e pós-graduação em Antropologia) .


Outputs previstos:

  1. Desenvolvimento de treino metodológico e investigação conducente à elaboração de projetos de fim de licenciatura;
    1. Publicação de artigos em revistas de cariz científico;
    2. Comunicação dos resultados no próximo congresso da APA (2016)
    3. Produção de um filme promocional da antropologia portuguesa.

Últimas Entradas